Mundo Canhoto

O primeiro aniversário do Mundo Canhoto foi comemorado em agosto de 2004  e foi marcado por uma entrevista para o Jornal do Estado, de Curitiba.

Vida de canhoto não é fácil

Os canhotos têm até um dia internacional. Pode parecer engraçado, mas os canhoteiros levam a ideia à sério e mantêm até sites com informações preciosas

Catiuce Brizola

especial para o JE

O que o dia 13 de agosto tem de diferente no calendário mundial? Aparentemente nada, além da mística do azar. Neste dia, que neste ano caiu exatamente numa sexta-feira, foi comemorado o Dia do Canhoto. No Brasil, por exemplo, só o mais militante dos canhotos terá se lembrado da data.

Ele foi escolhido para lembrar que pessoas canhotas passam por grandes dificuldades às vezes, como, por exemplo, manejar uma tesoura ou abrir latas. Apesar do dia 13 de agosto simbolizar coisas ruins, e ser um mês considerado de mau agouro, foi escolhido pela extinta Left-Handers International (associação de canhotos nos Estados Unidos) ainda na década de setenta, como dia símbolo da união.

Hoje em dia ainda existem organizações em endereços eletrônicos que representam os interesses dessas pessoas. São em geral dúvidas de como educar um filho ou como se comportar num ambiente em que o predomínio de destros é maior, ou mesmo adaptar uma técnica para aprimorar a mão esquerda. “Antigamente ser canhoto era coisa do outro mundo”, conta Norman Carvalho Bitner, 36 anos, administrador de empresas e canhoto. Ele lembra que quando era criança não chegou a sofrer com sua opção pelo lado esquerdo. Mas, sabe que os pais costumavam repreender os filhos quando estes apresentavam a mão esquerda para escrever ou para qualquer outra atividade.

Suas maiores dificuldades, contudo, são as mais comuns. O famoso abridor de lata e a tesoura. “Hoje a gente encontra estes utensílios em lojas especializadas, mas no exterior. Aqui no Brasil ainda são poucas”. Outro problema que Norman teve foi com as carteiras em sala de aula. “Todas as carteiras são do lado direito, somente uma vez eu encontrei algumas que eram feitas para canhotos, e todas ficavam nos cantos da sala”.

Norman até criou um site dedicado a canhotos. Seu site completou seu primeiro ano de existência exatamente no dia 13 de agosto. A ideia da criação surgiu em meados de julho do ano passado, quando por curiosidade realizou uma pesquisa na internet sobre o canhotismo. Afinal de contas, como canhoto, desejava conhecer um pouco melhor do mundo do qual faz parte.

Não precisou de muito tempo para encontrar informações interessantes, bem como notar o pequeno número de sites brasileiros dedicados ao assunto. Por esta razão decidiu criar o site. Nele o visitante pode encontrar diversos artigos relacionados aos canhotos nos idiomas português (lusitano e brasileiro), italiano, espanhol e inglês.

Depois dos artigos a parte que dedica especial atenção é aquela relacionada aos canhotos famosos. Recentemente conseguiu em um site inglês uma lista com mais de mil nomes de canhotos nas mais diversas áreas de atuação. No entanto, ainda não colocou todos eles no seu site. No que refere-se aos canhotos brasileiros o número é pequeno, devido principalmente a falta de outros endereços que divulguem tal informação, ressalta Bitner.

O Dia Internacional dos Canhotos é mais lembrado pelos britânicos, onde a característica principal, e mais conhecida, estabelece que os carros circulam do lado esquerdo da rua. Acredita-se que o hábito tenha tido origem no período medieval: cavaleiros seguravam o escudo com a mão esquerda, para proteger o coração, e a lança com a direita, fazendo com que eles trafegassem do lado esquerdo das estradas, em caso de ataques. Na maior parte do mundo essa idéia não colou.

As esquerdas na história do homem

Dizem que coisas de esquerda prenunciam mau agouro. No Réveillon, desejamos ao próximo entrar no ano com o pé direito, e assim por diante. A etiqueta também não ajuda. Cumprimenta-se com a mão direita e, à mesa, corta-se o alimento com a faca na mão direita. Sempre tem alguém que diz “levantou de pé esquerdo hoje?” Pessoas que estão mau humoradas estão em um dia “ao contrário”. A Idade Média ligava a pessoa que fazia suas tarefas com a mão esquerda à práticas de bruxaria ou pactuantes do demônio. Como resposta os canhotos gostam de perguntar de que lado fica o coração?

A religião oferece apelo de peso ao preconceito. Segundo a Bíblia, Jesus Cristo se sentava do lado direito de Deus. Quanto ao diabo, não apenas seria canhoto, como batizava os seguidores com a mão esquerda, segundo um pensamento do século 17. Na política também a distinção era fortíssima.

Na monarquia francesa, os nobres se sentavam à direita do rei e o Terceiro Estado burgueses e outros, que acabaram derrubando o regime ficavam à esquerda. Comunistas, anarquistas e outros integrantes da esquerda política ainda são associados à quebra da ordem vigente, cuja manutenção é defendida pelos “conservadores”, à direita. A questão não se restringe à cultura e à política ocidental.

No Alcorão, no dia do Juízo Final, aqueles que carregam os livros na mão esquerda sinalizam os que não foram bem-aventurados, ou seja, a tese do bem e do mal. Os bonzinhos vão para o céu enquanto os maus irão para o inferno.

Em português, canhoto também tem o sentido de inábil, desajeitado. Destro, ao contrário, significa aquele que é dotado de destreza, hábil, ágil, direito, correto. Em francês, o adjetivo canhoto (“gauche”) é sinônimo de inepto, acanhado, sem refinamento. “Vai, Carlos, ser ‘gauche’ na vida”, escreveu Drummond de Andrade, um destro com alma canhota. “Sinistro”, em italiano, é algo de mau agouro, fúnebre, ameaçador. O termo inglês (“left-handed”) é descritivo, neutro. Preconceitos à parte ser canhoto quer dizer ser diferente dos destros em relação aos movimentos das mãos e do corpo, mas iguais e naturais como ser humano. (CB)

É tudo uma questão natural

Você conhece algum canhoto? O que ele tem de diferente de você? A resposta é simples: apenas a forma de escrever ou manejar algum instrumento. Grandes gênios da arte no mundo foram, e são canhotos. Einstein, Picasso,  Leonardo da Vinci, Jimi Hendrix, entre muitos outros.

Leonardo da Vinci era canhoto. Ele resolveu o seu problema durante o Renascimento, simplesmente copiando um destro, escrevendo em espelho: é como aqueles segredos impossíveis de se desvendar. Se escreve ao contrário e na frente do espelho as letras tomam forma e legibilidade.

Hoje a ciência sabe que ser canhoto é mais uma tendência natural. Alguns cientistas até arriscam que o canhotismo pode ter causa genética. A maioria das crianças tem, aos 5 anos, a definição da sua mão preferida, mas o seu cérebro e coordenação ainda estão em desenvolvimento. O desenvolvimento do canhoto se estende até os 9 anos de idade.

Independentemente da sua escolha, é importante que todo este desenvolvimento se dê de forma natural, escolhendo a mão que melhor se adaptar a todas as suas tarefas. O canhotismo é determinado pelo cérebro, e não pelas mãos. A mão que for escolhida, será aquela que funcionará melhor com o cérebro em matéria de escrita.

Existem várias teses de universidades do País explicando que a reação motora de cada mão controlada pelo hemisfério cerebral contralateral (o lado contrário do qual você normalmente faz uso) tem o efeito oposto do lado comandado do cérebro, ou seja, as respostas de cada mão ao estímulo são originadas no hemisfério cerebral oposto. Se você está acostumado com o uso da mão direita significa que a parte que está controlando suas atividades é o lado esquerdo do cérebro e vice-versa.

Agora, se uma criança canhota for forçada a fazer uma tarefa com a mão direita, quer dizer que estará praticando com a mão mais fraca e menos coordenada, tornando-a desastrosa, ineficaz e cansando-a mais depressa. A prática e a concentração serão necessárias para fazer tarefas sem a sua mão natural. Todo este esforço fará com que a criança se sinta menos capaz, diminuindo a vontade, a sensação de recompensa e tornando as aulas verdadeiras cenas de medo.

Isso pode ser ampliado para um discurso poético de ser canhoto. Muito se fala que eles possuem o lado direito do cérebro mais desenvolvido do que o lado esquerdo, porque a causa é exatamente o predomínio de exercícios maiores com o lado esquerdo dos membros do corpo.

Entre tais características físicas ampliadas está a questão da criação artística mais ampla, os canhotos são mais ligados à arte criativa, apesar de ainda faltar comprovação desse tema. Mas nada que se faça em relação aos canhotos pode ser forçado. É tudo uma questão natural de ser. Até mesmo o mundo das ideias. (CB)

Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.