Criança canhota. Deve ser contrariada?

Alguns pais preocupam-se quando se apercebem que o seu filho é canhoto. Saiba como agir com uma criança canhota.

Alguns pais preocupam-se quando se apercebem que o seu filho é canhoto e perguntam-se se há algo que possam fazer para que o seu filho deixe de usar a mão esquerda nas suas atividades.

Segundo os pediatras, o melhor é não fazer nada. Se o seu filho é canhoto não deve fazer absolutamente nada para contrariar essa tendência natural. Em vez disso, aproveite e explore as suas habilidades manuais, deixando-o usar a mão esquerda nas atividades em que se sente melhor a fazê-lo.

A criança deve ser livre para seguir as suas tendências e assim desenvolver todo o seu potencial e ter a possibilidade de definir a sua lateralidade de modo natural.

Como o tempo, é possível que o seu filho comece a fazer algumas coisas com a mão direita, sem que seja forçado a isso.

O lado dominante define-se por volta dos 4 ou 5 anos de idade, tendo em conta a utilização preferencial do lado direito (cerca de 90% da população) ou do esquerdo (cerda de 10%).

Entre os 6 – 7 anos, a lateralidade está completamente definida. Para além disso, há crianças que demonstram aptidão com os dois lados do corpo. Por exemplo, usam a mão esquerda para escrever ou para comer mas o pé direito para chutar uma bola, situação que se define como “lateralidade cruzada”. Observando o modo como a criança brinca e realiza determinadas tarefas, irá ajuda-la a perceber a predominância lateral do seu filho.

Quando contrariadas e forçadas a usar o lado não predominante, podem surgir alguns problemas como gaguez e dislexia porque a criança está a agir contra aquilo que para ela seria o natural.

É importante que, na pré-primária e na escola, o professor conheça a sua opinião sobre o assunto e respeite a necessidade da criança usar o seu lado cerebral dominante, que é sempre o inverso do motor.

Também é importante compreender que ser esquerdino não interfere nas capacidades de aprendizagem ou no normal desenvolvimento da criança. A grande dificuldade é mesmo o ter que se habituar a viver num mundo criado para destros, o que acabará por acontecer graças à enorme capacidade de adaptação das crianças.

Hoje em dia, o preconceito social associado ao facto de se ser canhoto é menor e não deve valorizar essa tendência natural do seu filho. Existem muitos utensílios adaptados à utilização pela mão esquerda, nomeadamente, para comer e materiais escolares (como tesouras ou réguas).

O seu uso irá facilitar a adaptação da criança às exigências das tarefas quotidianas, a sentir-se mais integrada num mundo que não está, na grande maior parte das vezes, preparado para os esquerdinos.

Existem muitas celebridades, cientistas ou empreendedores notáveis que comprovam que ser canhoto não é uma limitação, muito pelo contrário. Exemplos como Charlie Chaplin, Oprah Winfrey, Leonardo da Vinci, Isaac Newton, Marie Curie e Bill Gates são apenas alguns.

Fonte visitada em 30/09/2020

Tags:, ,